quarta-feira, 5 de agosto de 2015

Alerta no mundo: estudo detecta “zonas mortas” no Oceano Atlântico

O fato ocorreu a centenas de quilômetros do litoral da África Ocidental, onde uma equipe alemã e canadense de pesquisadores detectou “regiões mortas”, com níveis extremamente baixos de oxigênio.
Segundo os cientistas, são áreas empobrecidas de oxigênio, que se formam em redemoinhos e se movem em direção ao oeste, em velocidade de 4 a 5 quilômetros por dia. A maior parte da fauna marinha é incapaz de sobreviver nelas, além de certos micro-organismos. Dessa forma, qualquer animal que respire a “água morta” desses redemoinhos morrerá, o que, sem dúvida, abre as portas para a possibilidade de uma morte em massa.
Os cientistas explicaram que as condições mortíferas dessas regiões foram causadas pela rápida circulação de água dentro dos redemoinhos, o que dificulta a troca de oxigênio. Além disso, existe o fenômeno no qual a mesma rotação gera uma camada de várias espessuras na superfície dos redemoinhos, favorecendo o crescimento de plantas que, ao se decomporem, consomem o oxigênio.
“Antes do nosso estudo, acreditava-se que as águas abertas do Atlântico Norte possuíam concentrações mínimas de oxigênio de, aproximadamente, 40 micromoles por litro de água do mar”, explica Johannes Karstensen, autor principal do estudo. No entanto, essas proporções diminuíram em relação às medições realizadas anteriormente.
O mar, certamente, ainda é um local desconhecido e cheio de mistérios para a humanidade. Veja mais no vídeo abaixo de Alienígenas do Passado, sobre mar do medo.
Crédito: Crédito da Imagem: Michal Ludwiczak - - Shutterstock.com

Fonte:   http://seuhistory.com/noticias/alerta-no-mundo-estudo-detecta-zonas-mortas-no-oceano-atlantico

terça-feira, 4 de agosto de 2015

Ciência afirma: América Latina passará por grande dilúvio em menos de 35 anos

Dentro dos próximos 35 anos, os territórios mais povoados do mundo poderão acabar inundados pelo aumento do nível do mar, segundo advertem cientistas russos. O vice-diretor do Instituto de Pesquisa Científica do Ártico e da Antártida, Alexánder Danílov, afirma que o problema mais grave é determinado pela mudança drástica da temperatura mundial. “Os cálculos sugerem que a temperatura se estabilizará rapidamente, mas que o nível do oceano mundial continuará crescendo por vários séculos”, acrescenta Danílov. Os territórios afetados serão a América Latina, Europa, Estados Unidos e Canadá, onde vive a maior parte da população mundial, mobilizando cerca de 150 milhões de pessoas em busca de refúgio. 


Até 2050, o nível dos oceanos poderá aumentar cinco metros, trazendo consequências catastróficas. “Esses cinco metros de crescimento do oceano são um sinal muito sério. Na realidade, os grandes territórios baixos, onde vive a maior parte da população do planeta, estarão em zonas de inundação”, afirma Natalia Riazánova, a responsável pelo Laboratório de Geoecologia do Instituto Estadual de Relações Internacionais de Moscou.

Enquanto isso, o último relatório da Administração Nacional Oceânica e Atmosférica dos EUA afirma que o ano de 2014 registrou recordes de temperaturas na superfície terrestre. Em pelo menos 20 países, foi o ano mais quente da história já registrado, chegando às mais altas concentrações de gases do efeito estufa. 

Fonte: RT  

Crédito da foto: Nomad_Soul/Shutterstock

Fonte:  http://seuhistory.com/noticias/ciencia-afirma-america-latina-passara-por-grande-diluvio-em-menos-de-35-anos

sexta-feira, 15 de maio de 2015

Disponibilizando as atividades de reforço do 2o bimestre 2015

Atividades deverão ser realizadas MANUSCRITAS, seguindo criteriosamente a ordem numérica, com letra legível.
Poderão usar folhas de fichário ou almaço.
Se preferir usar folhas de caderno, fique ciente que rebarbas, ou recortes sem o devido cuidado e capricho serão considerados deméritos na avaliação.
Estas atividades deverão ser entregues na 1a. aula da semana de atividades de recuperação, segundo o nosso horário de aula.

Atividade do Primeiro Ano

Atividade do Segundo Ano

Atividade do Terceiro Ano

Atividade de Reforço de Biologia ~3a. Série – Manuscrito

Manuscrito

  1. Defina biologia
Disserte sobre a composição, formação, função e importância dos seguintes compostos:
2. Lipídios 
3. Proteínas 
4. Carboidratos 
5. Água  
6.Sais Minerais  
7. Vitaminas 
8. O que é e como se calcula o GEB?
9. O que é e como se calcula o NET? 
10. Demonstre o cálculo para você de GEB?
11. Demonstre o cálculo para você de NET?
12. Descreva o processo digestório, bem como os órgãos envolvidos na digestão de alimentos ricos em Lipídios, Proteínas e Carboidratos.  
13. Calcule o seu GEB
14. Calcule o seu NET.
15. Comente sobre os processos envolvidos na germinação do feijão
16. Comente sobre estiolamento.

Disserte sobre os sistemas do organismo humano:
  1. Sistema Digestivo
  2. Sistema Reprodutor
  3. Qual o papel benéfico e maléfico dos vírus, bactérias e fungos na sociedade humana.
Comente sobre a anatomia e fisiologia dos invertebrados: 
  1. Espongiário
  2. Cnidários
  3. Asquelmintos
  4. Platelmintos
  5. Moluscos
  6. Equinodermos
  7. Artrópodo
  8.  Comente sobre as funções vitais dos vertebrados: 
  9. Disserte sobre as principais características dos Chordatos e seus principais grupos.
  10. Comente sobre a importância ecológica e econômica das algas e dos fungos.
  11. Qual a importância da minhoca para a saúde do solo?
Classificação dos Vertebrados quanto a características anatômicas e fisiológicas:
  1. Peixes Ciclostomados
  2. Peixes Ósseos
  3. Peixes Cartilaginoso
  4. Anfíbios
  5. Répteis
  6. Aves
  7. Mamíferos
  8. O que é Ostreicultura?
  9. Comente sobre a função da bexiga  natatória e do clasper nos peixes.
  10. Quais são os principais grupos de cobras venenosas?
  11.  Esquematize uma pena e a estrutura de reprodução dos ovíparos?
  12. Qual a função do esterno e da glândula uropigiana?
  13. Qual a função da siringe?
  14. Qual a importância dos pêlos para os mamíferos?
  15. Como se diferencia as cavidades cardíacas entre anfíbios e mamíferos?
  16. Disserte sobre a excreção nas aves e nos mamíferos?
  17. Comente sobre a digestão nos ruminantes.

sexta-feira, 6 de março de 2015

Seja feliz, por que você é lindo e único!!!!



Contribuindo para o que conversamos em aula: "as revistas existem para dizer que não somos lindos".
Gostaria muitíssimo que vejam este vídeo e comentem o resultado final.
Somos lindos como somos e para melhorar basta uma alimentação saudável, colorida (M&M´s não valem), diversificada e atividade física.
O restante que vemos são fakes, fotográficos ou cirúrgicos.
Não sejam tão pequenos que precisem ser modificados para se sentirem alguém!!!
Somos lindos por dentro e por fora só refletimos isso!!!!!



As revistas querem te fazer feia!!!! Você é linda!!!!

Alguns links com as letras e músicas - Bioquímica


Carboidrato que é açúcar
http://letras.mus.br/paulo-alexandre/1857548/
http://www.youtube.com/watch?v=jaKKR4YKZ0M&list=UUeyho7mccIagjuPT99obIBA&index=1

Chegou a Turma dos Lipídos
http://www.youtube.com/watch?v=YIKcCHCMhQ8

Ácido Nucleico
http://www.youtube.com/watch?v=JQOlQmAbmII

Carboidratos - Música

Carboidrato que é açúcar

de energia é fonte principal.
Também aparece como reserva
e uma função que é chamada estrutural.

Observando o carboidrato dá pra ver
que ele basicamente tem na composição
carbono, hidrogênio, oxigênio e pode ter
enxofre, fósforo ou nitrogênio.

Hidratos de carbono, sacarídeos e glucídios
são nomes que freqüentemente aparecerão.
Tem mono, tem o di e tem polissacarídeos
separados na classificação.

Carboidrato...
Desoxirribose e ribose já serão
dois monossacarídeos com função estrutural.
Glicose, frutose, galactose quem diria
três monos que são fontes de energia.

Nos monossacarídeos radicais distinguirão
se for cetona ele é poliidroxicetona,
se for aldeído ele é poliidroxialdeído,
não quero mais errar essa questão.

Carboidrato...
Dissacarídeos são dois monos que já se uniram
e liberaram água nessa união legal.
Quando dissacarídeo é então hidrolisado
portanto são dois monos liberados.
Alguns exemplos de dissacarídeos vamos ter
os mais comuns suas funções nós vamos ver:
maltose, lactose, sacarose, energia;
celubiose é estrutural.

Carboidrato...
Pra encerrar vamos falar dos polissacarídeos,
a união de vários monossacarídeos são.
Presentes em reservas, em estruturas e energia,
nos animais e vegetais estão.
Formando as carapaças aparece a quitina,
amido é reserva presente no vegetal,
o glicogênio é reserva que tá no animal,
celulose na parede celular.

Carboidrato...

Letra: Paulo Alexandre / Música: Julinho Carvalho

Proteínas e Enzimas - Música

Ó gente no balanço das proteínas.

Vamos cantar um pouquinho sobre esse composto que abunda demais!

Composto orgânico que é muito abundante,
abunda sempre, abunda muito, abunda à toa.
Com tanto abunda a gente acaba delirando,
Acreditando a proteína é uma boa.

Várias funções tem esses polipeptídios.
de dois processos eles aparecerão,
no núcleo começando com a transcrição,
no citoplasma acontece a tradução.

Tem proteínas na formação de tecidos,
nas cartilagens e também outras funções,
colágeno e queratina são estruturais,
como hormonal a insulina é demais.

E na defesa aparecem anticorpos,
respiração envolve a hemoglobina.
Também nós vamos encontrar a proteína
nas reações, catalisando como enzima.

Toda enzima será sempre proteína,
nem toda proteína é sempre uma enzima. (Bis)

Aminoácido é a sua menor parte,
e no carbono central estarão ligados,
um radical que varia de 1 a 20,
carboxila, hidrogênio e amina.

O aminoácido feito pelo organismo,
é conhecido como sendo natural,
se o aminoácido tiver que ser ingerido,
o aminoácido é chamado essencial.

São necessários, para formar a proteína,
vários aminoácidos então ligados,
que variando em ordem, tipo e quantidade,
já vão formando a proteína de verdade.

A ligação peptídica aparece,
ligando dois aminoácidos através,
da amina de um, carboxila do outro,
na ligação perda de água acontece.

Toda enzima...

Pra proteína a estrutura é importante
e alterações podem romper as ligações
e talvez ela não atue como antes,
temperatura e pH desnaturantes.

Tem a primária, secundária e terciária
ou linear, helicoidal e globular.
Várias cadeias numa forma agrupada
de quaternária a estrutura é chamada.

E a enzima, que também é proteína,
aumenta a velocidade das reações,
seu centro ativo se ligando ao substrato,
abaixa a energia de ativação.

Sistema chave-fechadura se combina
e o substrato é encaixado numa enzima.
E como exemplo, degradando proteína,
a protease que também é uma enzima.

Toda enzima...

Olha aí, você viu que temos vários tipos de proteínas
com várias funções.
Fique ligado!

Letra: Paulo Alexandre / Música: Julinho Carvalho

Vitaminas - Música

Aí moçada, vamos falar de vitaminas.

Quem é que tá com fome aí?
Não quero ver ninguém dormindo na minha aula.
Todo mundo cantando pra aprender.

Me dá que eu quero. Eu quero o quê?
Quero papar. Vamos lá!
Essa matéria e passar no vestibular. Acelera aí moçada, tá muito devagar.
Eu quero, quero papar. Tem um cara dormindo aí, pô!
Essa matéria e passar no vestibular. Vamos lá, todo mundo agora!

Lá vêm as vitaminas importantes elas são
no papel de coenzimas muitas aparecerão.

Composto orgânico de muita utilidade
normalmente usado em pequenas quantidades,
processos metabólicos já vão participar,
portanto estarão na atividade celular.

Podendo ser solúveis em água ou lipídios,
faltando vitaminas as carências vamos ter.

Me dá...

Chamando hidrossolúvel, traz a vitamina C,
e as do complexo B, como a rutina, biotina e a niacina,
serão hidrossolúveis todas essas vitaminas.

Antixeroftálmica é a vitamina A,
previne a cegueira e o olha ressecar.

Tiamina é a B1 pra não paralisar,
não inflamar os nervos, beribéri afastar.

Me dá...

B2 é conhecida como riboflavina,
carência irrita a boca, mucosa, nariz e língua.

A piridoxina é chamada de B6,
impede os distúrbios, dermatite em vocês.

Cianocobalamina ou B12 vou contar,
formando as hemácias. Anemia sai pra lá!

Com a vitamina C escorbuto não vai dar,
não vai sangrar gengiva e as dores vão parar.

Me dá...

Contra o raquitismo toma a vitamina D.
Fortalece seus dentinhos, faz o osso enrijecer.

Para não ficar estéril, a vitamina E.
Já pode dar no couro que o bicho vai crescer.

A anti-hemorrágica é a vitamina K.
Cuidado que o seu sangue pode não coagular.

E com a niacina sem pelagra ou 3 D,
diarréia, dermatite e demência não vou ter.

Me dá...

Também a biotina que é a vitamina H
previne dermatite e também dor muscular.

Rutina é chamada vitamina P,
fortalecendo vasos, sem varizes vou viver.

Finalizando tudo, quero mais é entender
e sobre as vitaminas muita coisa vou saber.
Com isso vou cantando, assim vou aprender,
com esse rock’n roll dá vontade de comer.

Me dá...

Aí moçada! Essa é a música das vitaminas.
Todo mundo. Vamos comer aí. Oh!

Letra: Paulo Alexandre / Música: Julinho Carvalho

A Turma dos Lipídios - Música

Ué! Que turma é essa que tá chegando aí gente!

Ah! É a turma dos lipídios.
Chegou a turma dos lipídios
que são conhecidos como simples e compostos.
Também tem os esteróides
e também vão surgir como carotenóides.
Orgânicos, são importantes,
como isolantes, reservas ou hormonais.
Insolúveis em água, de vários tipos são,
nos animais e vegetais estão.
Os simples originados
entre um álcool e ácidos graxos,
tem óleos e gorduras, chamados glicerídeos,
as ceras são chamadas de cerídeos.

Chegou...

O álcool nos glicerídeos
tem 3 carbonos é chamado glicerol.
Manteiga, ovo e banha tem gordura animal,
sementes que tem óleo vegetal.
O álcool já nos cerídeos
cadeia longa não é mais o glicerol.
Impermeabilizante, estão nos vegetais
também na proteção dos animais.

Chegou...

Compostos ou conjugados
ácido e álcool num radical vão se ligar
que pode ser fosfato, como fosfolipídio,
que compõe a membrana celular.
E tem outro composto
esfingomielina vai se chamar
com ácido fosfórico também o nitrogênio
no tecido nervoso vai estar.

Chegou...

Falando dos esteróides
um importante é o tal colesterol,
precursor de hormônios, presente em animais,
no sangue e membrana celular.
Também um esteróide
interessante é chamado ergosterol
que sob ação do sol, vou ver aparecer,
a tão falada vitamina D.
E os carotenóides
na fotossíntese já vão auxiliar
e olhe o caroteno que vai originar
a conhecida vitamina A.

Chegou...

Legal, né? Agora vocês já sabem como são classificados os lipídios.
Ficou fácil.
Valeu moçada!

Letra: Paulo Alexandre / Música: Julinho Carvalho

HERBÁRIO - O que é um herbário escolar?

HERBÁRIO - O que é um herbário escolar?

Alunos têm problemas de incompreensão de vocabulário na Biologia como um todo, mas como é apontado o excesso técnico de informação nas aulas de Botânica por Krasilchik (2004) na página 56,
agregado a falta de interação professor-aluno, principalmente pela  escassez de dinâmicas que explorem o universo do conhecimento de modo a constituir verdadeiramente uma ponte de ligação entre a atividade, o ensino e a aprendizagem-alvo, a ação pedagógica de sala de aula torna-se falha, pois não consegue estabelecer a conexão necessária para superar o problema em questão.

As atividades sugeridas nesta unidade didática estabelecida no Conteúdo Estruturante Biodiversidade permitirão diferentes abordagens no universo da disciplina de Biologia, relacionando diversos  conhecimentos específicos com outras áreas do conhecimento e mesmo dentro da própria Botânica. Assim, os professores da rede estadual de ensino terão autonomia para adequá-lo a sua realidade local, usufruindo da etnobotânica para priorizar o desenvolvimento de conceitos científicos produzidos, bem como conduzir para o aprendizado, para a reflexão e apropriação destes.

Um herbário cumpre a função científica de preservar e acondicionar as coleções de plantas  evidamente coletadas para estudo, identificação e classificação de exemplares que após os procedimentos de  herborização são incorporados à coleção, passando a receber a denominação de exsicatas (plantas desidratadas por técnica de herborização que apresenta dados de descrição morfológicos,
acompanhados de ficha de informações sobre o local da coleta e do coletor da espécie).

Muitas pesquisas podem ser originadas da criação de um herbário, pois além de ramos de plantas desidratados por procedimentos técnicos de secagem e fixação, os mesmos possuem fichas de
identificação muito preciosas para a ciência, contendo informações que preservarão as características de descrição morfológica, anatômica, fisiológica e da região de localização do espécime. Esses dados possuem subsídios para retratar a geografia da região e inclusive permitir que outros pesquisadores da área Botânica possam re-visitar o local quando se tratar de espécimes raros ou ameaçados de extinção (processo bastante natural na conjuntura). No entanto, para a finalidade didática, um herbário 
pode desempenhar um papel importantíssimo no processo de aprendizagem de termos técnicos botânicos, pois o desenvolvimento de práticas motivadoras diferenciadas para as aulas conteúdistas caracteriza um contraponto dialético entre a teoria e a prática e associação entre as duas, o que possibilitará ao professor do ensino de Biologia uma exploração do conteúdo da Botânica de forma mais aplicada e significativa para o aluno.

A partir do herbário objetiva-se estudar os seguintes pontos dentro da botânica:

- Montagem de Herbário Escolar para fins didáticos.

- Sistemática das plantas na Botânica.

- Criação de chaves dicotômicas para uso nas atividades propostas na unidade.

- Uso de chaves dicotômicas para a identificação de estruturas das plantas, através do reconhecimento das peças in vivo.

- Organização de Herbário Escolar por desenvolvimento de procedimentos de herborização, envolvendo coleta, preparação e manutenção da coleção.

- Aplicação dos recursos para a exploração da etnobotânica.

O Herbário Escolar, sob o ponto de vista didático, é um recurso  que permitirá ao professor fazer todas as adaptações necessárias ao suprimento da sua particularidade ou necessidade local, sob essa ótica, espera-se que as atividades sugeridas não sejam consideradas como obrigatoriedade a ser seguida, mas sim um fio condutor para engrenar a proposta pedagógica.

Fonte: http://www.diaadiaeducacao.pr.gov.br/portals/pde/arquivos/1675-6.pdf?PHPSESSID=2010010708155290

Como montar as Exsicatas (Plantas Desidratadas).

Como montar as Exsicatas (Plantas Desidratadas).

Recomendo o excelente site da Prof. Amanda Cavalca, para interação e entendimento do processo mais técnico da produção de material desidratado para apresentação dos seminários em Botânica.
De forma alguma os trabalhos realizados de forma mais simples, tais como as sugeridas em sala, serão menos considerados.
Bom trabalho a todos!
Saudações Botânicas e Mãos à Obra!!!

1a. Fase - Material a ser coletado.

2a. Fase - Montagem da Prensa

3a. Fase - Montagem da Exsicatas

4a. Fase - Exsicatas Prontas

Orientações Básicas sobre o Trabalho de Botânica

Os alunos deverão entregar e apresentar na data que será divulgada, o trabalho de botânica, conforme as orientações dadas em aula e que constam a seguir.

Tema de Cada Grupo

* Algas e Raízes
* Briófitas e Caules
* Pteridófitas e Folhas
* Gimnospermas e Flores
* Angiospermas, Frutos e Sementes

Itens a Entregar

1o. Trabalho Escrito: Muito detalhado sobre seu tema individual e fazer um resumo sintético dos demais temas.

2o. Preparar as Exsicatas - Plantas desidratadas representativas do tema do seu grupo, tanto de classificação (exemplo: Algas) e morfológico (exemplo: raízes).

3o. Elaborar material de apresentação em Power Point, com imagens e textos condizentes com o seu tema.

4. Será avaliada a apresentação do grupo e a apresentação individual, logo se prepare bem e tire eventuais dúvidas durante a produção do trabalho, no dia da apresentação por razões óbvias não serão aceitas indagações sobre a temática.

PS1: Cuidado com a revolução da informática. Inexplicavelmente elas teimam em dar problemas técnicos em vésperas de entrega de trabalho. Portanto, se previnam e se organizem para não terem contragostos.

PS2: Trabalho escrito deverá constar de Introdução, Desenvolvimento do Tema, Conclusão e Bibliografia. (Sites buscadores não são consideradas fontes de referência).